Remédios para Emagrecer

Perder os quilos a mais é um desejo que parece impossível para muitos. Recorrer aos remédios para emagrecer parece a solução mais prática e rápida para perder a barriga em pouco tempo, mas é tão rápida em prejudicar quanto em eliminar as gorduras.

Cuidado com remédios para emagrecer

Além dos efeitos colaterais frequentes, como dores de cabeça, euforia, dependência (no caso dos que tomam o mesmo remédio por muito tempo), prisão de ventre, crises de ansiedade, insônia, aumento da pressão arterial e muitos outros, é comum haver um ganho de peso instantâneo na suspensão do medicamento. Eles mexem com os hormônios, na intenção de controlar o apetite diretamente do cérebro, comprometendo o organismo.

remedios-para-emagrecer

Um dos remédios mais utilizados no Brasil para emagrecer é a Sibutramina, que foi criada inicialmente como pílula antidepressiva. Ela funciona como inibidora do apetite, agindo no cérebro para que o indivíduo coma menos. O medicamento elimina entre dois a três quilos em quatro semanas, mas só é receitado por médicos no combate a obesidade.

Outro remédio conhecido é o Orlistat (ou Xenical), que trabalha no tubo digestivo, atuando no metabolismo das gorduras. Ele faz com que o organismo não absorva as gorduras ingeridas na alimentação, podendo causar reações de natureza gastrointestinal, como dores abdominais, incontinência fecal, entre outros.

Os objetivos dos remédios para emagrecer são aumentar o gasto calórico, que deve ser acompanhado por dietas e exercícios físicos. A toma desse tipo de medicamento deve ser feita apenas sob orientação médica, em casos extremos, e não em uso indiscriminado.

Diga não aos remédios para emagrecer!

Para resultados duradouros e eficazes, existem alternativas mais saudáveis e benéficas, como alimentação adequada e exercícios regulares. Veja o artigo sobre o Q48H.

No caso da alimentação, comer fibras, para começar, ajuda o trânsito intestinal e ajusta a digestão, conferindo uma sensação de saciedade. Comer ovos cozidos é um hábito que ajuda a regularizar os níveis de açúcar no sangue, diminuindo a vontade de comer doces e combatendo a flacidez. Além disso, a gema e a clara são ricas em diversos nutrientes que enriquecem o organismo.

Beber água em abundância em todos os períodos do dia hidrata o corpo e tira a fome, sem consumir nenhuma caloria. A recomendação comum é de dois litros de água por dia. Além da ingestão de água, é bom consumir líquidos naturais, como sucos detox, chás naturais e vitaminas.

Falando em vitaminas, comer frutas também é um ótimo método de diminuir a fome e manter-se saudável: Ricas em fibras solúveis e vitaminas, elas ajudam a regular o organismo, além de prevenir muitas doenças.

Além da dieta, exercícios são essenciais: Não é necessário frequentar uma academia. Corridas matinais, pular corda ou apenas caminhar já auxiliam no fluxo sanguíneo e ajuda a adquirir boa forma e ter uma vida mais saudável. Para ajuda específica, consulte um médico ou nutricionista e tire suas dúvidas.

[ratings]